terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Natal

A cidade já respira o Natal. As luzes típicas se acendem nas árvores, fachadas, shoppings e nas ruas. O espírito festivo se instala em todas as pessoas. Começa o corre-corre. Mas qual será mesmo o verdadeiro espírito do Natal? Penso muito a respeito desta fase do ano, pois não gosto da intensa agitação que toma conta das pessoas, principalmente da tendência de prática do "consumismo".
Estava lendo o Blog do Exagerado em que ele escreve sobre o tal do "amigo oculto".Concordo com ele em nº,gênero e grau.É uma coisa escrota,hipócrita e falsa.
Percebi pelos comentários,que muitos pensam igual a gente.Mas,então porque essa coisa não acaba,porque a maioria continua fazendo do Natal um modo de gastar dinheiro e falsear sentimentos.
Eu tenho uma filha que ainda acredita em papai-noel.Não que eu já não tivesse vontade de sentar com ela e dizer-lhe:
-Filha,vou te contar uma cousa muito importante:Sabe ,aquele velho de cabelos e barbas brancas?Aquele que dizem que chega de trenó e traz presentes pras crianças??Ele NÃO EXISTE! Isso é invenção para enganar as criancinhas e "ferrar" os pais..
Mas,cadê coragem?Assim deixo que ela escreva a sua cartinha singela para o velhote,pego na árvore,leio e lá vou eu (todo contente) comprar a bicicleta que ela pediu!E quem ficará com os louros?Papai-Noel..Ahhh...

18 comentários:

HSLO disse...

O Natal me deixa triste sabia...viu. Sempre fico sozinho...minha mãe fica na praia, meu irmão também...e eu sempre em casa.aff..
Só vejo minha mãe no dia seguinte,

abraços

Giselle disse...

Paulo,
o Natal existe sim ...
Ele está dentro de ti acredite ...
Sabe, que eu digo ao meu filho sobre o Papai Noel, que ele existe sim, mas de fato quem dá o dinheiro para comprar os presentes sou eu ...
O mais importante disso tudo é a magia, a histrinha que fica dentro da cabecinha deles ...
O importante é eles acreditarem assim em algo bonito, como nós acreditamos em Jesus, Deus sem sequer ter uma prova física de que eles realmente existiram, nós nos baseamos pela fé, nada mais ...
É época de confraternização, é época de comemorarmos o nascimento de Jesus e aproveitarmos claro, de nós nos unirmos com os familiares, por mais que brigamos, falamos coisas, não há coisa mais gostosa do que se unir, né?
Ah Paulo, tem um coraçãozão dentro de vc, acredite na magia do Natal vai?
Por mais que os outros sejm hipócrias, vc não deveria ser ...
Um bj imenso e tenha uma linda quarta feira

Quase Trinta disse...

Pai coruja é pai coruja!
Em casa o natal deixou já de ser trocas de presentes a muitos anos e passou a ser apenas confraternizações e muitas brincadeiras entre os familiares e confesso que tem sido cada ano mais divertidoooooooooooo.......
O natal me encanta!
Mas pelo seu real motivo: O nascimento de Jesus.
Mas claro que adoro a figura do papai noel.
Me conta Petrópolis já está toda linda? Como está a decoração do palácio de Cristal esse ano? não vejo a hora de chegar aí e ver tudinho....

beijos

BRUNO LEONARDO disse...

Cara,quando eu me tornar pai,já na maternidade eu vou soprar no uovido do meu filho(a):PAPAI-NOEL NÃO EXISTE!!
E repetirei isso todos os anos..Se é para dizer a verdade vamos começar de berço...

Concordo com vc...já que vc conscordou comigo..rs

abraço

Lilian Devlin disse...

Ah Paulo!
Não corte o barato da sua filha tão cedo! Eu acho tão legal essa fantasia, mesmo que no final sejamos nós a pagar( literalmente) o pato!Quando o meu filho estava com 6/7 anos, na escola começaram a buzinar no ouvido dele que era tudo mentira, que era invenção, etc e tal.Aí eu virei para ele e disse que o Papai Noel existia sim, na bondade de cada um de nós. E que pessoas de coração bom acreditavam nele. Ele ficou feliz com a minha explicação e no ano seguinte, quando achou o presente que eu tão "bem" tinha escondido, aceitou a coisa toda na boa( ainda mais porque ele ia ter o PS2 dele antes da data!). E ele entendeu a mensagem de amor minha para com ele que vinha todos os anos em forma de presente.Então, deixe que o tempo se encarregue de contar à ela o verdadeiro sentido disso tudo!
Beijão!

Lu Olhosde Mar disse...

ja eu nunca fantasiei papai noel pros meninos nao..sempre ensinei q é um simbolo, mas q é a familia quem da os presentes... nada de cartinha...rsss e sobreviveram!!!! beijos

Dedinhos Nervosos disse...

Eu confesso que já curti muito mais o Natal, mas sabe de uma coisa? Não gostaria que ele deixasse de existir. Acho uma data mágica que também por estar perto do final do ano, faz com quem as pessoas fiquem mais solidárias e emotivas. Não acho isso hipocrisia, nem nada pq em momentos assim que podemos descobrir sentimentos que estavam escondidos. Foi depois de visitar algumas entidades carentes junto com uma empresa que trabalhei há anos nesta época que eu me comovi com a história das pessoas carentes e, desde então, ajudo a contribuir. É nessa época tb que eu volto a falar com gente que raramente tenho contato. Se eu poderia ligar na metade do ano? Claro que sim, mas sabe como é. A gente sempre acaba deixando passar, passar e passar. E como o ano ta no final, se deixar passar, já era.

Quanto ao Amigo X, tb gosto muito pq só participo dessas brincadeiras quando gosto mto de todos os envolvidos. O Amigo X mais legal que já participei foi o da última agência q trabalhei. Fizemos num “videoq” vazio. Eu detesto esses lugares, mas esse dia foi fantástico pq ao invés de dizer “que o Amigo X é assim e assado”, a gente cantava uma música que lembrava a pessoa. Eu cantei “Aquarela” pq o cara que eu sorteei é um puta desenhista.

Quanto ao Papai Noel... eu tenho lindas lembranças dos presente que “ele” me deixou. A fantasia na infância é uma coisa linda que eu acho que tem que ser preservada. E pq não usar isso pra estimular a solidaridade? Uma amiga diz aos filhos que Papai Noel só traz presentes para quem escolher um brinquedo próprio e dar pra outra criança. Os filhos até ajudam a embrulhar.

Bem, é isso. Desculpa o longo texto, mas eu ainda acredito no Natal e no poder de integração, ao menos da família.

Bj.

Danielle~Vampiria~ disse...

NATAL *---*
É TÃO BOM!
Uma das épocas em que eu me sinto mais feliz.
As pessoas ficam com um espirito de festa tão puro.
E a confraternização...
Eu sempre passo fim de ano na praia apesar de não gostar muito.
Vou mais pq toda a familia gosta.
Uma vez meu pai até se vestiu de papai noel e encheu um saco com presentes.
Nesse dia eu ri muito, foi divertido.
Época de alegria!


Bjoos ;*

Vanessa F. disse...

Naum se esquente!!!... Na verdade... eh VC que ira povoar as mais doces lembrancas da sua pimpolha... rsrsrsr!!! Tudo de bom pra vc... E me visita de zez enquando, vai!

Bjosss!!!!

Bonequinha de Luxo disse...

Oi,amigo

Também não gosto de Natakl nem de papai-noel,mas creio que não vou desfazer os soinhos de meus filhos...afinal,passa tão rápido!!

beijos

*Tá sumido,hein!

Denise do Egito disse...

Oi, tudo bem?
Eu penso que você está agindo certo com sua garotinha. Deixe que ela descubra, no momento dela, que Papai Noel é apenas uma lenda, como tantas outras.
Bom fim de semana!

[ rod ] disse...

O natal, há muito tempo, é mais do que uma festa comercial... e amigo secreto é em si uma grande furada... quanta falsidade..., mas duas coisas ainda me agradam:

- a ingenuidade das crianças e a boa reunião em família. Disso eu acho q vou sentir falta este ano q eatarei distante.

Abçs meu caro,




Novo Dogma:
saCro...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Vanna disse...

rsrsrsrs
Querido, se vc fizer dele um bom velhinho, quando ela descobrir q era só fantasia, ela saberá q maravilhoso era seu pai.
Olha, eu gosto do clima, mas nunca tive um natal em família do qual eu pudesse nunca esquecer. Bom, pelo menos tb nunca tive um horrível q precisasse esquecer. Então, estou no lucro. rs
Bjs, ótimos dias pré-natalino.

angel red disse...

Eu acho lindo essa magia do Natal. Não tenho filhos mas tenho uma sobrinha e alimento nela essa lenda tão gostosa. Nunca achei que o tal bom velhinho era que me desse os presentes. Minha mãe sempre nos disse que ele apenas fiscalizava nosso comportamento para saber se merecíamos ser presenteados, mas quem comprava era ela e depois mandava pra ele, pois haviam mts crianças que os pais não tinham condições e se não nos comportássemos essas crianças é que ganhariam. Fazemos o msm com a Duda e ela fica pianinho, pois sabe que se não se comportar o coelhinho não passa e nem o velho Noel. Assim dizemos esse presente podemos dar o x não. é mais saudavel e realista.
Feliz Natal.
bjoks

angel red disse...

vou te linkar ta? bjoks

Lê... disse...

Olá Paulo!

Vim desejar um natal feliz,em paz e um ano novo na medida exata, pra te fazer feliz!

Boas festas!Divirta-se!

beijão.

Diva disse...

Olá,amigo
Quero desejar a vc e à mariana um feliz Natal e um ótimo ano Nvo..

Vc sumiu..venha me visitar!!

bjs

Jôji disse...

Ah, não precisa ter problemas em contar para ela.

Até pq, ela vai achar bem menos trabalhoso pedir o presente pra você ao invés de escrever uma carta e "se comportar direitinho durante o ano todo"

Mas o natal é um saco, esse negócio de reunir a família não funciona comigo.

Mas Feliz Natal mesmo assim. :~