segunda-feira, 20 de outubro de 2008

É só comoção?então o que é?



Depois de dias sem postar um mísero texto, não quero aqui endossar a exploração e a falta de ética em cima do caso Eloá. Mas, diante de tamanha exposição, fica complicado para mim não comentar alguma coisa que tenha o mínimo de relação com o assunto. Vou ater-me então não à pergunta folhetinesca "Se a polícia não tivesse invadido o prédio ,Lindimberg teria poupado a moça?,mas à comoção popular que todo crime dessa natureza traz.
Algo que me chama muito a atenção é o comportamento da população em geral.Desde ontem ,ouvi muitos comentários sobre pessoas estarem à procura do prédio onde o fatídico crime ocorreu, para prestar "homenagem" e "solidariedade". Alguns inclusive levam cartazes e postam-se a fazer barulho – somente barulho, talvez sem compromisso algum com o "exigir justiça", quando a câmera de alguma TV ou alguma pessoa-chave no caso dão as caras.


As redes de TV , à cata de de aumentar sua audiência continuam com aquelas perguntinhas óbvias e bobas ao primeiro que aparece na rua de Santo André:"E aí,você está triste om o que aconteceu à Eloá?"Como se alguém fosse dizer:"Não..eu estou muito ALEEEGRE..alôou,mamãe..olha eu aqui na TV!"


E hoje à tarde no velório?Mais de 4000 (até às 17h)pessoas fizeram fila para passar diante do caixão e olhar o rosto da menina ,coisa de segundos.Muitos com celulares não se furtaram de tirar uma foto da urna funerária.O que faz o povo agir assim?Digno de um estudo psicológico do perfil dessa gente.Aplausos e canções populares.
Será que sou somente eu que vejo dessa forma?
Pelo menos fica a atitude dos pais que doaram os ógãos da menina para salvar outras vidas!
Agradeço ao AMIGÃO,do Blog Turma do Amigão ao selo Show de Bola com o qual me presenteou.Fico muito feliz e na melhor oportunidade eu repasso.Obrigado,amigão!

13 comentários:

Quase Trinta disse...

Acho que de tudo fica a lição da família mesmo, que em meio ao choque e a dor tiveram a atitude nobre de doar os órgãos.

Paula disse...

Não, Paulo. Hoje eu comentei sobre isso. No sábado eu senti a mesma coisa. Mas a minha indignação maior é mesmo com a mídia.

beijos,

Evandro Varella disse...

Acho que o pior disso tudo é que daqui há pouco aparece outra tragédia e essa cai no esquecimento.
E já são tantas ultimamente que a gente fica cada vez menos esperançoso de que algo vá mudar essa impunidade que nos cerca.
Triste isso.
Abraços
Vavá

Giselle disse...

Paulo,
Olha, eu fiquei chocada com o caso sim, assim como todo mundo ficou ...
Só que agora a mídea está ficando chata, apelativa, pois não se cansam de falar e mostrar tal assunto...
Não poupam a família nesse momento de dor, e às vezes acho que esse "ato de solidariedade" não passa de desrespeito com a menina.
Todos querem exibir uma foto e mostrar que estava ali.
Achei bárbaro as pessoas que ligaram ao cemitério oferecendo algum tipo de ajuda, simplesmente eles ligaram, não foram até lá, tumultuar a despedida da família.
A família não pode nem zelar direito pela linda Eloá.
Lindo foi a atitude da família em doar cada órgão, da tragédia, teve um lindo ato de amor.
Que esse mosntro seja julgado pelas leis dos homens e condenado.
Na minha opinião, a polícia errou, mas agora é tarde demais para nós condenarmos ...
Ah, gostaria de comentar sobre seu texto falando da Dilma, e do tal homem o criticando pelo seu texto ...
E lhe digo, liberdade de expressão existe, mesmo sabendo de tudo que ela foi, ainda a acho uma incompetente, lamentável que o povo ache que ela é uma mulher e tanto.
Lamentável o tal Senhor lhe criticar, cada um é cada um, e cada um pensa do jeito que quiser ...
Um bj e tenha um lindo dia

Anarquistas disse...

Olá,Paulo
Vc tem toda razão...Mas,como disse a Paula ,a mídia é culpada disso tudo,talvez até das consequências..se ficasse de fora,talvez não acabasse em tragédia.O rapaz estava se sentindo "o cara"..Aquela Sônia Abrahão é um nojo...enquanto não entrevistou o sequestrador não sossegou.
Aí,o povo completa o circo..

Belo exemplo deu a mãe da moça!
Calma,se desespero,sem culpar ninguém e ainda doando os órgãos da filha ...parabéns a ela e que Deus a abençõe!

beijos

Lilian Devlin disse...

É Paulo, a coisa toda é muito triste mesmo!
E hoje, li em algum lugar que o pai da Elóa foi reconhecido como foragido da polícia de Alagoas, acusado de envolvimento no assassinato de um chefe de polícia de lá. Quer apostar quanto que ainda vamos ouvir alguma "pérola" do tipo "aqui se faz, aqui se paga" e que isso será mais explorado ainda porque teremos mais uma desgraça para que o povo esqueça das suas misérias?
Triste, triste...
Bjs!

Vênus disse...

Oi,Winter
Sabe o que penso?
Toda vez que acontece algo desse tipo o povo se identifica com a dor do outro e oferece-se em sacrifício para sentir tb a mesma dor.Fica ali,quer ouvir e se possível viver,ver o sangue...
E a mídia,que sabendo disso,aproveita até o máximo!
Daqui a pouco cai tudo no esquecimento!
Coisas da mente,querido!
beijos

Bonequinha de Luxo disse...

Oi,querido

Concordo com a Vênus!daqui a pouco ninguém se lembra mais disso...o criminoso vai responder em liberdade e c'est fini!

Beijos

Cláudia Gonçalves disse...

Qualquer coisa que se fizesse, ou não, sobraria para a polícia a culpa de alguma forma.

É o preço da impunidade. Fica difícil trabalhar assim.

Perfeito.

Passei, li, gostei, como sempre!

Beijo de Boa Noite!

Claudia

Convido-te a visitar e, claro, comentar, meus Blogs: http://maisprosadoqueverso@blogspot.com e http://cantodeprosear.blogspot.com.

Sabrina Mix disse...

Oi, Paulo!

Realmente é uma história muito complicada mesmo. Ainda mais agora que o primo do Lindemberg está usando o perfil no orkut do rapaz para fazer ofensas à garota morta.

A que ponto chegamos!

Beijos e sucesso!!!

http://www.sabrinamix.com

* O Cantinho da Lia * disse...

Olha , vou te falar...Eu fiquei sim comovida...Mas não como essa gente. Coisas muito piores acontecem todos os dias e ninguém fica sabendo. Pai estupra filho de dois anos de idade e depois mata, Sequestro, roubo, assassinato, corrupção...Entristecemo-nos com esse caso, mas é apenas mais um...Esse caso foi um caso à parte...a polícia não tem culpa do que aconteceu...Crimes assim acontecem desde o início da criação humana...
Mas é sempre triste...
Tirar foto pra que? Pra guardar de recordação?? Amanhã ou depois ningume vai lembrar mais...quase nem ouço falar mais no caso "Nardoni", ou no caso da garotinha Madelaine...

Bjs , fica com Deus.

Dedinhos Nervosos disse...

Sabe Paulo, cada dia mais vemos anônimos alcançando a “fama” através da morbidez humana. E uma das grandes responsáveis por isso é a mídia, que ama explorar a desgraça alheia, fazendo reportagens imbecis como mostrar o namorado e a turma da tal amiga que voltou ao cativeiro. Nossa, que pessoas interessantes! Tão interessantes que quando o adolescente começou a arrepiar os cabelos com gel, eu desliguei a TV. Mas tem gente que ama saber todos os detalhes até da vida do cachorro do vizinho de envolvidos em desgraças. Os lugares tb despertam grande interesse. Eu não consigo entender isso. O Edifício Dakota, local onde Lennon foi assassinado, já atraía atenção das pessoas porque foi cenário do filme O bebê de Rosemary. Depois do crime, as visitas aumentaram muito mais. A cidade da Bolívia (que esqueci o nome), é mundialmente conhecida pq foi palco da execução do Che Guevara. Parece que a cidade vive do turismo dessa morte ilustre, assim como uma fazendo do sertão do Sergipe, onde Lampião fez a sua “última parada” ao ser morte junto com o seu bando. A terrível imagem das cabeças expostas na escadaria da fazenda foi parar até no NYT. Adivinha qual o lugar mais famoso de Dallas? A avenida onde JFK foi assassinado. Os turistas amam tirar uma foto do lugar, que tem até uma demarcação no asfalto indicando o local exato da tragédia.
A diferença dessas personalidades para os antigos anônimos, é que a moda agora é o BBB e fuçar a intimidade alheia. Isso é mto preocupante porque além da morbidez, a mídia agora tem estimulado a estupidez.
Bjo.

Gaby disse...

Acredite, você não é o único que se sente assim. Acho um absurdo esse "culto" a violência que o brasileiro tem. O pior é que tudo isso é esquecido daqui a pouco - igual ao caso da menina Isabela.
Triste é escutar cada brasileiro dar pitaco no assunto como se fosse juiz em partida de futebol. Seja lá qual fosse a ação da polícia ainda teríamos muitas críticas.
Gaby
www.ahistoriadagaby.blogspot.com